POLUIÇÃO DA ÁGUA

 

 

   

POLUIÇÃO DA ÁGUA

É a alteração das características ecológicas do meio, isto é, de seus aspectos físicos, químicos e biológicos.

 

CONTAMINAÇÃO DA AGUA

É a introdução de elementos no meio hídrico em concentrações nocivas à saúde do homem.

 

   
       
   

Formas de Poluição da água

   

 

Sedimentos:

 

São partículas do solo ou dejetos sólidos (lixo) que se acumulam no fundo de remansos ou cursos d’água. Outras partículas não formam sedimentos: flutuam perto da superfície, dando turbidez à água e colocando obstáculo à penetração da luz. Como a fotossíntese realizada por algas e outras plantas requer luz, ao não se realizar, tal fotossíntese causa o depósito de algas e plantas nos fundos, assim como dos organismos que delas se alimentam.  Se os sedimentos carregam substâncias tóxicas, podem produzir, através das cadeias alimentares, a morte de vários dos organismos aquáticos.

   

 

Águas a temperaturas elevadas:

 

Os processos industriais produzem, em numerosos casos, elevação de temperatura das águas. Quando estas chegam a canais, rios, lagos ou mares, causam vários efeitos químicos, físicos e biológicos. Um dos mais graves é a decomposição da água, esgotando o oxigênio que contém. O aumento notável da temperatura da água afeta, além disso, os ciclos reprodutivos, a digestão e a respiração dos organismos que habitam as águas e, quando a temperatura é muito elevada, os peixes morrem.

  

Em todo o mundo, a agro-pecuária é a fonte principal de poluentes orgânicos e inorgânicos através dos fertilizantes, pesticidas, herbicidas e restos animais. Nos países industrializados, as atividades industriais e de mineração são as principais fontes de poluentes tóxicos das águas com: compostos orgânicos clorados, minerais e derivados do petróleo, fenol, nitrogênio, fósforos, mercúrio, chumbo e cádmio, além de preciptação ácida e lixo radioativo entre outros contaminantes desconhecidos.

 

Substâncias nocivas incluem qualquer substância que represente ameaça à saúde humana ou ao meio ambiente; podem ser tóxicas, corrosivas, inflamáveis ou explosivas. Depois da segunda guerra mundial, o uso de produtos químicos tóxicos aumentou cinco vezes. O número dos produtos químicos existentes também está crescendo, agora, com cerca de 70.000 usados regularmente e com aproximadamente 500 a 1.000 novos acrescidos a cada ano. 

 

 

   
     
   

 

 

1- Água Pura

Água pura, no sentido rigoroso do termo, não existe na natureza, pois sendo um ótimo solvente, jamais é encontrada em estado de absoluta pureza. Possuem uma série de impurezas que irão imprimir-lhe características físico-químicas e biológicas. A qualidade da água depende basicamente dessas características, que irão influir no grau de tratamento a que devem ser submetidas.

 

Quando a água se precipita sob a forma de chuva, as gotas dissolvem os gases da atmosfera e carreiam material particulado; ao retirar o gás carbônico da atmosfera, por exemplo, a água se acidifica aumentando ainda mais sua ação solvente. Ao atingir a terra, parte dessa água corre sobre a superfície, parte infiltra-se no solo e parte evapora-se; a água que corre, dissolve, em maior ou menor extensão, conforme tempo de contato e grau de solubilidade, os sais presentes nos minerais existentes no seu caminho, como o carbonato de cálcio e magnésio - calcários - os quais pela ação do gás carbônico na água, são transformados em bicarbonatos que passam a ser solúveis.

 

2- Acidez da Água

A água é também acidificada quando entra em contato com matérias orgânicas em decomposição, mais freqüentemente de origem vegetal, as quais libertam gás carbônico além de outros, como gás sulfídrico, amoníaco, etc; posteriormente transformados em nitritos e nitratos.

# a acidez é medida através do pH, e pode ser de 0 a 14, o pH 7,0 é considerado neutro.

 

3- Cor da Água

A matéria orgânica em decomposição liberta também substâncias orgânicas coloridas que são dissolvidas pela água ou postas em fino estado de suspensão, denominado estado coloidal e que dão cor a água; também o ferro e o manganês associados a estas substâncias podem ocasionar cor na água.

# A cor da água é medida numa escala de 0 a 100 UC, unidade colorimétrica.

 

 

4- Turbidez da Água

A partir de um certo tamanho, o material em  suspensão na água é chamado de turbidez podendo ser desde partículas de areia, de restos de folhas em suspensão, até mesmo seres vivos, como algas, protozoários, bactérias que além de turbidez e cor, podem conferir à água gosto e odor.

# A turbidez é medida por Unidades Nefélometricas de Turbidez - NTU, variando de 0,1 a 1000 NTU.

 

5- Impurezas da Água

- Naturais: Constituídas de substâncias encontradas normalmente na atmosfera e solo, em forma de gases, sais e microrganismos.

- Artificiais: Constituídas de substâncias lançadas na atmosfera ou nas águas por atividades humanas - poluição do ar, da água, do solo.

 

6- Quanto à Aquisição da Impureza da Água

- Pelas águas meteóricas (de chuva): Poeiras, gases da atmosfera (carbônico, sulfídrico, nitrico), substâncias radioativas.

- Pelas águas de superfície: Argila, silte, algas, microrganismos diversos, sais, substâncias orgânicas e radioativas.

- Pelas águas  subterrâneas: Microrganismos diversos (M.D.), sais, substâncias orgânicas.

 

7- Impurezas na água em suspensão ou em solução

- Suspensão Grosseiras: São facilmente flotados ou sedimentados, quando a água é mantida em repouso.

- Suspensão Fina: Exigem um tempo muito grande para serem removidas por simples sedimentação.

- Suspensão Coloidal:  Não se removem por simples sedimentação, devido às propriedades eletrostáticas dos colóides.               

- Soluções: Para remoção das impurezas na forma coloidal e de soluções, é necessário tratamento físico-químico.

 

8- Quanto à Ocorrência e Principais Efeitos

- Em Suspensão: M.D., mosquitos, larvas, bactérias, algas, fungos, podem causar gosto, odor e turbidez; silte e argila causam turbidez; resíduos industriais e domésticos causam turbidez;  todos acima citados, podem ser causa de poluição e/ou contaminação da água.

- Em Estado Coloidal: Substâncias vegetais em degradação causam cor, turbidez, acidez, odor e sabor na água; sílica causa turbidez.

- Em Solução: Sais de cálcio e magnésio, carbonatos e bicarbonatos causam alcalinidade, dureza na ágaua e incrustração na tubulação.

 

9- Microrganismos da Água

- Peixes, crustáceos, algas, rotíferos, fungos, protozoários,etc; nem sempre patogênicos, causam as vezes gosto e odor  e podem como no caso de algumas algas, produzir toxinas e entupir filtros na ETA.

- Bactérias: A maioria desses organismos não são patogênicos, mas uma pequena quantidade de espécie deles possui alto significado sanitário. As fezes de qualquer pessoa, sadia ou doente, contém, sempre, um grande número de bactérias que não causam normalmente doenças, mas que, pelo contrário, são até mesmo benéficas por auxiliarem o nosso processo de digestão.

Assim sendo, a água que contém essas bactérias, chamadas genéricamente de coliformes, contém forçosamente, materia fecal.

Cada pessoa elimina por dia cerca de 200 bilhões destas bactérias; o grupo coliforme não se reproduzem nas águas, só no intestino de animais de sangue quente.

Há uma correlação entre o número de coliformes e o número de patogênicos, de um modo geral, admite-se que uma água que contenha 10 a 20 coliformes por litro tem a possibilidade de possuir também 1 germe patogênico, ou seja, uma possibilidade de transmitir doença.

 

10- Doenças Relacionadas com a Água

De importância primaria: Cólera, Leptospirose, Febre tifóide, Febre paratifóide, Disenteria bacilar, Amebíase, Esquistossomose, etc;

   
       

 

Crianças fazem pescaria nas águas cheias de lixo da represa de Guarapiranga,

na região do Cantinho do Céu, zona sul de São Paulo

Foto: Jornal Folha de São Paulo em 21.04.2004

 

a

 

 

 
 

Green Day - Jesus Of Suburbia (Live)

 
® AGUA - Associação Guardiã da Água - 2004 Todos os Direitos Reservados